Gosto mas não assumo…

Este post surgiu da idéia de “Blogagem coletiva”, originada lá no “Volta, Mundo Blogueiro“.

A idéia é simples: consiste em dizer coisas que você realmente gosta mas que tem vergonha de admitir assim, em público. Fiz um compilado das coisas que gosto e tenho vergonha de assumir, embora uma delas eu já tenha comentado aqui.

…de Br’oz

Pois é. Como já disse no post linkado acima, eu realmente gosto de ouvir Br’oz. Gosto de Sidney Magal também, mas acho que Br’oz é ainda mais vergonhoso de se gostar.

Eu tenho uma predileção estranha por músicas latinas. Me dá vontade de dançar, sabe? Mesmo eu sendo um completo retardado mental na arte de dançar.

Br’oz tem o melhor e o pior da música brasileira que tenta imitar a americana tentando imitar a latina. Br´oz é completo. Um completo desastre! Mas eu me amarro.

…de Jogos de pegar moedinhas

Sabem aqueles jogos bonitinhos, coloridinhos, cheios de bichinhos e que seu objetivo é ficar andando pelo cenário pegando moedinhas (de chocolate, se possível)? Então, eu não consigo fingir que não gosto de jogos deste tipo. Talvez por isso Little Big Planet seja meu jogo preferido da nova geração, ele trouxe os gráficos perfeitos para a jogabilidade infantil que eu tanto amo.

Estes jogos me fazem ficar horas e horas me distraindo em frente a uma televisão. Infelizmente ainda não achei nenhuma versão boa de jogos assim para iPhone. No dia que isso acontecer eu vou arrumar um motorista particular só pra ele me levar de um lado pra outro enquanto eu fico jogando. Até lá eu sou obrigado a jogar nos consoles de mesa, mesmo.

…de Músicas da Beyoncé

É. Ela é diva. E eu não consigo não falar assim quando falo dela. As músicas inspiram você. Trazem à tona o melhor e pior do ser humano. Aqui no Rio costumam dizer que “Funk é bom porque ninguém consegue ficar parado” (outra fala bastante difundida é o “A moda agora é…namorar pelado!”, mas essa não cabe muito bem neste texto). Eu discordo muito deste argumento. Todo mundo que tenha vértebras sabe que a Beyoncé é a única que consegue fazer com que todo mundo queira dançar…mesmo que a gente não faça isso. Exceto em casa, sozinho, aí a parada é outra…er…né?

…de blogs diários

Sabe estes blogs que não têm comercial, que contam o dia-a-dia “sem graça” de uma garota que gosta de filmes ou gosta de esmaltes? Esse é meu tipo perfeito de blog. Falem o que quiser, mas a internet evoluiu demais pro meu gosto. Eu preferia quando tínhamos ataques epilépticos de tantas coisas piscantes na tela dos blogs, porque fazíamos aquilo por diversão, fazíamos porque queríamos mostrar para nossos amigos o que sentíamos e isso era o máximo. Pelo menos pra mim.

…de ler revistas de fofoca

Posso parar onde for, no jornaleiro, no dentista, na internet, onde for, mas no fim das contas eu sempre acabo procurando saber um pouco sobre a vida dos “artistas”. Quanto mais inútil e menos interessante a notícia, melhor. Não chega a ser o nível do Ego, mas tem muita coisa que eu bato o olho e fico horas lendo, procurando saber um pouco mais da vida do tal cara, quem traiu quem, quem cheirou o quê. Essas coisas, sabe? Não que vá mudar minha vida ou torná-la melhor, mas gosto de ver como a TV consegue esconder bem as coisas.

Já me peguei sabendo mais de novela do que nego que acompanha a dita cuja diariamente.

Como dito lá em cima, este post faz parte do projeto Ideias Coletivas – Volta, Mundo Blogueiro!

22 Comments

  • Reply Allana julho 31, 2012 at 5:36 pm

    “Revista de fofoca? Ah, um pouco de bom senso, por favor…”

    Piada, tá? 😛

    Bem, e o que você não gosta mas seria vergonhoso assumir? Tipo, dizer que eu não gostei de Dark Knight Rises… (corre pra não levar pedrada!)

  • Reply Bruh julho 31, 2012 at 6:30 pm

    Gente, eu ri tanto com Br’oz que me pergunto se minha postagem vai ser a altura. Os outros itens achei até ok, tranquilo, mas esse foi tenso! haha E vi as músicas que você gosta, tenho umas na mesma vibe. haha

    Curiosamente eu tava comentando ONTEM com meu namorado que Br’oz não é tão ruim assim hahaahaahhha QUE HORROR! haha

    Adorei o post!

    • Reply Vanguedes julho 31, 2012 at 10:51 pm

      Hahahahahahahah…voce está criticando e dizendo que gosta? Tem que ver isso ai.

  • Reply Renata Vitrola julho 31, 2012 at 9:28 pm

    Eu lembro do teu post do Broz hahahahahah
    Na época, conheci muita gente que gostava!
    O teu post ficou MUITO bom, ri horrores aqui Van, parabéns!
    E curti muito a ideia de você colocar várias coisinhas, hehe.
    Beijos!

    • Reply Vanguedes julho 31, 2012 at 10:50 pm

      Achei que ficaria mais fácil se fosse uma compilação de coisas do que uma coisa ou outra. Afinal, se é pra fazer vergonha, que seja feita direito.

  • Reply Flavia agosto 4, 2012 at 2:37 am

    Do Broz eu so lembro daquela musica “Prometida”

  • Reply Nina Vieira agosto 5, 2012 at 2:43 am

    Eu também gosto das revistas de fofoca. Ai Meu Deus, eu sou literata e leio a Caras, me internem?

  • Reply Anderson Nascimento agosto 7, 2012 at 8:36 pm

    Li agora seu post, ja escrevi o meu.. rsrs
    Eu gostava muito do Br’oz também, do Rouge e tal, mas não me envergonhava, agora, revistas de fofocas… TiTiTI é quase sagrada .

    • Reply Vanguedes agosto 7, 2012 at 8:40 pm

      hahahahahahaha…gosto de ver as pessoas que admitem que curtem essas porcarias.

  • Reply Crys Leite agosto 9, 2012 at 8:26 pm

    Faço parte do grupo de meninas que escreve sobre filmes água com açúcar e esmaltes, também adoro um blog estilo diário. Nada contra quem faz publipost e vive disso, mas jabá demais me cansa. Beijos.

    crysleite.blogspot.com

  • Reply Ana agosto 12, 2012 at 4:00 pm

    shame on you! Nem sei o que é Broz rsrsrsrrss.

  • Reply Loma agosto 16, 2012 at 2:49 am

    Cheguei aqui pelo link da blogagem coletiva e adorei seu post! Eu já tive meu momento Broz, achei o máximo que você ainda curte!! Quanto aos blogs dignos de epilepsia, sinto falta! Amava colecionar gifs no meu, bons tempos! <3

    • Reply Vanguedes agosto 16, 2012 at 1:02 pm

      Ainda devem existir blogs desse gênero. Eu, particularmente, não curto (mas já tive vários assim).

      Broz é muito bom. Ou não. Vai saber.

  • Reply Jess agosto 16, 2012 at 1:44 pm

    auiehuieh eu adoro revista de fofoca XD
    mas tbm não assumo!
    Eu curto Broz…

    SIM SIM SIM
    VC É MINHA PROMETIDA VOU GRITAR PRA TODO MUNDOOOOOOO!!

    aueheuiehe tinha que postar isso.

    • Reply Vanguedes agosto 16, 2012 at 6:11 pm

      “Guararêêêê, Guararêêê, Guararê, Guararê, Guararêêê”…essa música é um marco na história da música brasileira.

  • Reply Fernanda agosto 17, 2012 at 5:08 pm

    Hahahaha, jogo de pegar moedinha pra mim também é o melhor! E olha que só agora parei pra pensar que existe uma tendência de jogos assim, nossa!

    Bom, eu não lembro muuito das músicas do Bro’z, mas lembro daquela do Rouge! E morria de inveja das meninas que apresentavam a dança delas com os passos certinhos!

    Bjos!!!

  • Reply Lorena (@lorenarocco) agosto 22, 2012 at 6:52 pm

    Todo mundo lê revista de fofoca, não?

    E jogos de Moedinha? Meu favorito ainda é o Sonic e ninguém tem o direito de dizer que existe jogo melhor na face da Terra. hahaha

    Beijo!
    milalices.blogspot.com.br

    • Reply Vanguedes agosto 22, 2012 at 7:51 pm

      O pessoal pode ler, mas ninguém quer assumir que realmente gosta.

  • Reply Carla Nascimento fevereiro 15, 2013 at 2:12 pm

    Gostei muito das tuas “vergonhas” e até me identifiquei com algumas…HAHAHA…tipo nego que acompanho tal novela e tô lá eu toda prosa não perdendo um capítulo 😡 OMG!!!

    • Reply Vanguedes fevereiro 15, 2013 at 7:59 pm

      Viu? Todos temos vergonha de alguma coisa que fazemos hahahahahaha

  • Reply Ah, você gosta de Raimundos? | Vamos de Van setembro 10, 2014 at 12:01 pm

    […] Nunca fui tão humilhado por gostar de uma banda. E olha que eu gosto de Br’Oz. […]

  • Reply TAG: Minha história em 10 músicas | Vamos de Van maio 5, 2015 at 1:59 pm

    […] eu não faço ideia, mas acho que tem a ver com eu ter assumido algumas diversas vezes que curtia a banda. Dei uma vasculhada nas músicas que eu ouço costumeiramente e só consegui chegar a uma […]

  • Deixe sua opinião