Como é perder alguém?

Estava eu aqui refletindo sobre minhas perdas e as dores que as mesmas me causam ou já causaram.

Nós não somos donos de ninguém. Não tem como perder algo que você nunca possuiu. Mas essa fato não ameniza a dor da perda, embora, tecnicamente, não tenha havido perda alguma.

Por sorte minhas perdas foram pela vida, nunca pela morte. Nunca sofri com a morte de uma pessoa próxima, por exemplo, e no dia que isso acontecer, fico com medo de virar refém da perda. Como a gente consegue viver “normalmente” depois de perder alguém tão próximo? Como conseguimos seguir a nossa vida como se nada tivesse acontecido. Como conseguimos seguir a vida?

Vocês têm acompanhado o fardo que tenho carregado nos últimos dias. Perdi uma pessoa que amava muito. Uma pessoa a quem me dediquei, a quem me entreguei completamente e hoje somos só dois estranhos. Duas pessoas que podem até se gostar, mas que não cruzam e nem cruzarão os olhares por um bom tempo, para não dizer para sempre.

Pensando nela, acabei refletindo: uma coisa é boa. Ela está viva!

Ela pode não estar comigo, ela pode nem falar mais comigo, mas eu sei que ela ainda existe e que a vida tratará de fazê-lá muito feliz, caso contrário eu irei atrás da vida e a obrigarei a fazer isso. Mas quando é o contrário. Como é perder alguém que amamos?

Algumas vezes me pego pensando nisso. Minha mãe, por exemplo. Ela é o tipo de pessoa que eu AMO estar do lado. É o tipo de pessoa que me faz querer abrir mão de qualquer diversão de domingo para estar do lado dela, porque eu sei que vai valer à pena. E quem está comigo também pensa assim. Quem me vê com ela sabe que ela é minha alma gêmea e que NUNCA eu conseguiria respirar se ela não estivesse perto de mim. E eu temo que eu esteja falando de forma literal. Não é uma possibilidade.

Eu nunca perdi ninguém e espero continuar assim por um bom tempo. Prefiro “deixar de existir” para algumas pessoas mas ter a certeza de que a vida está se encarregando dela,, porque no fim das contas todo mundo só quer ser feliz e isso, infelizmente, acaba trazendo um pouco de infelicidade para uns e outros.

Esse é só mais um texto que não faz sentido sendo escrito no meio de mais uma noite sem dormir direito. Os motivos? Os mesmos dos últimos dias.

5 Comments

  • Reply Mag outubro 1, 2012 at 3:38 am

    Deixa estar que é fase e tudo passa. Mas até passar fica aquele buraco que a gente ignora ou se enterra. Faça sua escolha e siga em frente.

    • Reply Vanguedes outubro 1, 2012 at 3:43 am

      Como se ignora isso? Sério, preciso muito dessa receita.

  • Reply Eu Sou Ma... outubro 1, 2012 at 11:06 am

    Meu amigo, infelizmente não tem receita. Você pode notar que você mesmo tem encontrado argumentos pra tentar não sofrer tanto, e, quer saber? É assim mesmo que funciona.
    Ao longo do tempo encontramos argumentos que nos fazem ver que remoer aquilo não vai melhorar a situação, nem fazer doer menos. E, um dia, esses argumentos são aceitos pelo nosso consciente. (Pq o subconsciente ainda carrega alguma coisa, sempre.)
    Não há uma receita, e não há nada que eu possa dizer que vá melhorar definitivamente o modo como você se sente, mas perceba que você está encontrando um caminho. E saiba que fico feliz com essa pequena amostra.

    Mas, de qualquer forma, não pense em perder as pessoas. Preocupe-se com o que está acontecendo, com os seus projetos e a sua realidade hoje, e não com o que poderia acontecer.
    Te adoro, amigo.

  • Reply Hydrachan outubro 1, 2012 at 1:40 pm

    Nossa… Você me lembra eu mesma uns anos atrás… Exatamente assim. Sofrendo a dor da perda e tentando ver o lado positivo nisso, mas sem acreditar muito nele.
    Somos apegados e melancólicos… Nós sofremos até perder as nossas forças, e depois ainda sofremos um pouco mais.

    Uma advertência (por experiência própria): Nenhuma perda dói mais do que perder a si mesmo. Não deixe que a dor e o sofrimento tomem conta da sua vida e te façam esquecer de você.
    Não existe um cordão umbilical te ligando as pessoas. A sua vida é somente sua, de mais ninguém. Você é o único responsável pelo que vai acontecer contigo daqui pra frente. Então, não faça de si mesmo alguém de quem vai se arrepender daqui alguns anos. Viva!
    Foque na sua própria vida. Faça coisas que gosta, visite lugares que te deixam feliz, converse com seus amigos sobre coisas triviais, dê atenção ao seu trabalho, ao seu futuro. Cuide-se.
    Ao dar atenção a si mesmo, você direciona o seu pensamento para o que é realmente importante, e finalmente entende que não perdeu ninguém. Afinal, como você mesmo disse, “não tem como perder algo que você nunca possuiu”.

    E você sempre pode trocar o sofrimento da perda, pela alegria de estar com aqueles que ainda estão ao seu lado. 😉

    (desculpa pelo comentário gigante ._.)

    Bjs! E força! =)

    • Reply Vanguedes outubro 1, 2012 at 8:37 pm

      Todo comentário é importante. Seu comentário foi muito bom de se ler. Convenhamos que eu não posso reclamardes tamanho de texto.

      Mas obrigado, fico feliz em ver as direções que as pessoas apontam. Algumas vezes só precisamos das palavras certas para sairmos de onde estamos.

    Deixe sua opinião